Ana Carolina Martins da Silva. Educadora. Ambientalista. Poetisa. Ativista Social. Bonequeira.

Amado e amigo Deus, bom dia.

Domingo é teu dia e dia de agradecer. Eu tenho muito a agradecer. Agradecer a vida de meu pai e de minha mãe, cujo retorno a sua cidade foi bom e tranquilo. Agradecer pelos meus irmãos e irmã, tão amorosos e cooperativos na manutenção da vida de nossos pais, tão amados, zela por eles, Deus. Agradecer por ter conseguido encerrar as aulas do semestre letivo – como docente e como aluna. Agradeço a vida de minhas filhas e por elas estarem cada vez mais autônomas, seguras de si. Agradeço por estar conseguindo servir a ti e à natureza via MEG, Senhor, qualifica meu trabalho. Deus amado, proteja a todos os seres desse planeta da fúria humana. Proteja a natureza desse ser lindo, mas tão imperfeito, que está acabando com o Planeta. Senhor, meu Deus, e se for possível, me guia nessa encerramento de documentação e de ano, para que eu possa eu  possa desempenhar bem a tua missão. Proteja-me também, Deus, das dores da solidão. Te amo.

 

Anúncios

A Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural (Agapan), a Associação Sócio-Ambientalista (Igré), o Instituto Gaúcho de Estudos Ambientais (Ingá) e a União Pela Vida (UPV) divulgaram nota, nesta sexta-feira (24), para marcar a passagem de um ano sem reuniões do Conselho Municipal de Meio Ambiente de Porto Alegre (Comam). A data de hoje também marca seis meses da posse do atual titular da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Sustentabilidade (Smams), Maurício Fernandes da Silva. Na página da secretaria, a última ata de reunião do Comam disponível é do dia 31 de março de 2016.

A nota assinala que caberia ao secretário, que é o presidente do Comam, marcar e convocar as reuniões, conforme art. 2º, II do Regimento Interno do Conselho (Decreto Municipal nº 11.638/96). No entanto, assinalam as entidades, em todo este período de seis meses, o secretário não marcou nenhuma reunião do Conselho. “Assim, ao impedir a sociedade civil e a população em geral de participar das decisões sobre o meio ambiente, os gestores públicos demonstram o seu desprezo pelos valores democráticos, desrespeitando a Constituição e as leis”, criticam.

Os ambientalistas chamam a atenção para a gravidade da situação, lembrando que uma das principais atribuições legais do Comam é definir as diretrizes de aplicação dos recursos do Fundo Municipal Pró-Defesa do Meio Ambiente (Fumproamb), bem como fiscalizar sua aplicação. “Os gestores estão descumprindo as diretrizes definidas pelo Conselho para a aplicação dos recursos do Fumproamb no ano de 2017, o que explica a sua atuação de impedir a fiscalização que deveria ser realizada pela sociedade através do Comam”, diz a nota.

O governo municipal, assinalam ainda as entidades, editou pelo menos três decretos de abertura de créditos suplementares, somando valor de R$ 4.388.075,00 (quatro milhões trezentos e oitenta e oito mil reais e setenta e cinco centavos), “descumprindo as diretrizes estabelecidas para o uso do Fumproamb além de violar diversas das normas legais municipais”.

Integrantes das entidades que assinam a nota estiveram, no final da tarde desta sexta, com o procurador-chefe do Ministério Público de Contas, Geraldo da Camino, e solicitaram “a apuração de atos de improbidade administrativa e ilícitos criminais pela atual gestão municipal, visando evitar que sejam cometidas mais irregularidades que prejudicam, de diversas formas, a qualidade de vida dos cidadãos e do meio ambiente”

Fonte: Sul21

As ciências exatas estão em festa na Unidade Universitária da Uergs, de 6 a 10 de novembro de 2017, em Porto Alegre (Campus Central). Estão em Curso: a  SEMANA ACADÊMICA DO CURSO DE ENGENHARIA DE ENERGIA e a I SEMANA ACADÊMICA DO CURSO DE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL.

 

Na noite de abertura, estive acompanhando os acadêmicos de Administração Pública, que foram aprender novidades sobre possibilidades da administrar num mundo conectado digitalmente

De minha parte, agradeço muito o convite do prof. Dr. João Peixoto/Uergs para ministrar a oficina de “Protocolo da Comunicação de Língua Portuguesa”, um desafio grande para quem estava focado em debater assuntos específicos de sua área. Meu trabalho foi no sentido de ampliar a noção da importância da Língua como ferramenta de comunicação, mas também como busca de identidade do sujeito. Os presentes foram muito receptivos e o trabalho foi árduo. Os registros são da Acadêmica de Automação Industrial Luiza.

Parabéns a todos e a todas! A Universidade Estadual do Rio Grande do Sul segue!

Acadêmicos do Curso de Pedagogia da Uergs – Litoral Norte/Osorio-RS efetuaram no dia 31/10/2017, das 19:30 às 21:30, uma Feirinha Cultural. Esse nome fantasia, reflete um estudo chamado: “Educação, Literatura e Língua Portuguesa – a linguagem como fenômeno social.” Comunicações, teatro, debates e confraternização. Ensino, pesquisa e extensão em sintonia e muito amor envolvido!

Curso de Pedagogia da Uergs – Litoral Norte/Osorio-RS

Alunos do Curso de Pedagogia da Uergs – Litoral Norte/Osorio-RS recebem, no dia 31/10/2017, das 19:30 às 21:30, professores e alunos da Escola Estadual Albatroz, em uma Feirinha Cultural. Esse nome fantasia, reflete um estudo chamado: “Educação, Literatura e Língua Portuguesa – a linguagem como fenômeno social.”  A ideia é: Proporcionar o conhecimento sobre texto, textualidade, mecanismos de coesão e coerência textuais; leitura e produção de textos como articulação de ideias na leitura e na produção;  a consciência das variedades linguísticas e culturais historicamente constituídas, e da significação social das mesmas, em diferentes situações comunicativas; Ainda mais: Refletir analítica e criticamente sobre a linguagem como fenômeno social, psicológico, educacional, histórico, cultural, político e ideológico; Fornecer o conhecimento sobre níveis e padrões da linguagem, em diferentes gêneros de texto, em diferentes situações comunicativas; e, finalmente, Proporcionar o conhecimento sobre os modos de organização do texto, em diferentes gêneros de texto: processos de construção e de desconstrução dos textos.

Para tal, duas turmas, que estão cursando as disciplinas de Literatura e Expressão nos Anos Iniciais do Ensino FundamentalLíngua Portuguesa: Leitura e Produção Textual estarão promovendo atividades de integração do conhecimento adquirido com a prática do magistério, com atividades de ensino e extensão, além de um momento de confraternização entre todos os participantes.

O evento, coordenado pela docente responsável pelas duas cadeiras do Curso: Ana Carolina Martins da Silva, terá a participação especial do prof. Dr. Valter Freitas, também docente na unidade da Uergs – Litoral Norte/Osório-RS, como mediador e debatedor da mesa que abordará: Reflexões sobre a linguagem como fenômeno social, psicológico, educacional, histórico, cultural, político e ideológico.

 

Em Tapes/RS, muita movimentação em termos de Uergs nessa semana que se encerra Clique aqui e veja o registro fotográfico oficial do evento. Segundo informações oficiais da IES:

Ao longo dos três dias, foram expostos cerca de 500 trabalhos de forma oral e em pôsteres. Receberam destaque os estudantes que obtiveram a melhor nota e a indicação dos membros da banca pela apresentação oral do melhor trabalho, por sala. Na avaliação dos pôsteres, nove receberam destaque. Na Jornada de Pós-Graduação, foram apresentados 32 trabalhos, dos quais seis receberam menção honrosa. (Uergs Oficial).

Cartaz 7º SIEPEX Uergs

O Curso de Letras da Uergs (unidade em POA) participou com diversos trabalhos, ganhando uma menção honrosa com o trabalho do Grupo de Pesquisa Coordenado pela profa. Ana Maria Bueno Accorsi, apresentado pela bolsista Lindseiara de Oliveira Peres, do qual também faz parte a acadêmica bolsista Débora Cardoso Rego, que também fez apresentação oral: DIGITALIZAÇÃO DO PERIÓDICO REVISTA INFANTIL CACIQUE. Na área da Pós-Graduação, profa. Sippert e seus bolsistas, com o seu fantástico jornal “Metamorfose! também ganhou menção honrosa: Daiane Weiss, Juliana Sott, Flávia Gomes, Mastrângello Enívar Lanzanova, Luciane Sippert – Trabalho: JORNAL METAMORFOSE: IMPORTANTE FERRAMENTA DE INFORMAÇÃO, DIVULGAÇÃO E GERAÇÃO DE APRENDIZAGENS NA UERGS – Ano 4. Parabéns a essas e as outras colegas que – no conjunto de todas as suas responsabilidades – conseguiram inserir a participação de seus orientandos em um evento tão importante para a Uergs. Agradeço e parabenizo também à profa. Magali de Moraes Menti, que orientou o trabalho: “O PROFESSOR DA EDUCAÇÃO BÁSICA: FORMAÇÃO, PRÁTICAS E DEMANDAS”. Apresentado por Ariel Gonçalves Borges, e Gabriella Machado Guimarães Firmino.

Letras da Uergs no 7º SIEPEX

Dos meus orientandos, alguns não puderam comparecer, mas tiveram seus trabalhos publicados nos Anais do Evento, o que já faz com que estejam de Parabéns! Meio caminho andado é muito mais do que nenhum caminho: POSTER: Gestão de Eventos em “Práticas leitoras em múltiplas linguagens e Bibliodiversidade” – 2017 – na 63ª Feira do Livro em Porto Alegre / RS. Fernando Rosa da ROSA, Juliana Camargo Fagundes; COMUNICAÇÃO ORAL: A importância da leitura para a produção textual coesa e coerente e a Feira do livro de porto alegre/RS. Luiz Eduardo Menezes GOMESCOMUNICAÇÃO ORAL: As variações lingüísticas, na Universidade Estadual do Rio Grande do Sul – Campus Central, relacionadas à identidade social. Francis Silveira de Vasconcelos; 

Parabenizo, em especial, meus orientandos que conseguiram completar todo o caminho:

COMUNICAÇÃO ORAL: A atualidade da poesia de Solano Trindade e a realidade do negro no Brasil de hoje. Maister Freitas da SILVA1Ana Carolina Martins da SILVA2 – Acadêmico, Curso de Administração: Sistemas e Serviços de Saúde. Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS); Professora orientadora. Unidade de Porto Alegre. UERGS.  (ENSINO – LITERATURA). CLIQUE AQUI PARA LER O RESUMO.

COMUNICAÇÃO ORAL: Construção de texto narrativo: da entrevista para uma história. Camilo Pereira BALESTRO1; Ana Carolina Martins da SILVA2.[1]Acadêmico, Curso de Letras – Licenciatura em Língua Portuguesa e Literaturas de Língua Portuguesa da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs); 2Professora orientadora. Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs) – Unidade em Porto Alegre.  (ENSINO – LINGUÍSTICA). CLIQUE AQUI PARA LER O RESUMO.

COMUNICAÇÃO ORAL: A LITERATURA ALEMÃ DE IRMÃOS GRIMM NA INTERFACE INTERTEXTUAL DA BRASILIDADE DE MONTEIRO LOBATOJoão Batista da Silva GOULART1; Vinicius da Silveira SURIS2; Ana Carolina Martins da SILVA3 – 1Acadêmico, Curso de Letras. Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs);Acadêmico, Curso de Letras. Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs); 3. Professor orientadora. Unidade de Porto Alegre. Uergs. (ENSINO – LITERATURA). CLIQUE AQUI PARA LER O RESUMO.

COMUNICAÇÃO ORAL: A BIBLIOTECA NA ESCOLA DE EDUCAÇÃO INFANTIL: O ACESSO DAS CRIANÇAS E SUA UTILIZAÇÃO PELOS EDUCADORES . Grasiele Clack Schumacker¹, Me. Ana Carolina Martins da Silva² – ¹ Graduada em Pedagogia: Habilitação em Educação Pré-Escolar (PUC – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul em 1997); Especialista em Elaboração e Monitoramento de Projetos Sociais para Mais Educação (UFRGS – Universidade Federal do Rio Grande do Sul – 2013); Especialista em Teoria e Prática da Formação do Leitor (Uergs – Universidade Estadual do Rio Grande do Sul/ Porto Alegre/RS – 2017). Docente do Magistério Público de Porto Alegre/RS, exercendo cargo de Direção de Escola de 2017 – 2019, residente na rua dolores duran, 1584/104 Agronomia Porto Alegre -RS CEP 90540-220 ; ²  Professor orientador. Unidade de Porto Alegre. UERGS.   (MEMBRO COMUNIDADE – III JORNADA DE PÓS GRADUAÇÃO). CLIQUE AQUI PARA LER O RESUMO

Grasiele Clack Schumacker Uergs

Galeria com diversas fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.