Ana Carolina Martins da Silva. Educadora. Ambientalista. Poetisa. Ativista Social. Bonequeira.

Clique na palavra PAZ!

paz na Terra

Paz!

Paz!

Paz!

Paz!

POR DAIANE MADRUGA

Uma reunião de trabalho da Frente Parlamentar em Defesa da Uergs reuniu gestores, estudantes, professores e funcionários da Uergs no Plenarinho da Assembleia Legislativa na tarde desta segunda-feira (15). Entre os temas trazidos à discussão estavam a luta pelo fortalecimento da Uergs, as bolsas do Programa de Auxílio à Permanência Discente (Prodiscência), necessidades de infraestrutura e de mais professores e funcionários. Outras duas reuniões serão realizadas para discutirem exclusivamente sobre a filantropia e o Campus Central.

A Frente Parlamentar em Defesa da Uergs foi criada em abril de 2015 pelo deputado Juliano Roso (PCdoB), que presidiu a reunião de trabalho. Também ocuparam o plenário e tiveram direito à fala representantes dos professores, funcionários, estudantes, membros da União Estadual dos Estudantes (UEE) e da União Nacional do Estudantes (UNE), além da reitora da Uergs em exercício, Eliane Kolchinski, e do ex-reitor Nelson Boeira, que participou como representante do Governo do Estado.

Eliane apresentou alguns dados sobre o desempenho da Universidade e sobre o seu papel como promotora do desenvolvimento das regiões onde está inserida. Falou sobre a reserva de 10% vagas para pessoas com deficiência e de 50% para pessoas economicamente hipossuficientes, o que inclui a cota para negros e índios.

De acordo com a reitora em exercício, atualmente a Uergs conta com aproximadamente cinco mil alunos, 260 professores e 190 técnicos administrativos. “Este número é insuficiente para atender as demandas de Ensino, Pesquisa e Extensão”, afirmou, lembrando que a Universidade precisa ter autonomia para repor automaticamente os professores e técnicos administrativos que saem da instituição. Atualmente a Uergs necessita de autorização do Governo do Estado para repor essas vagas.

Eliane também citou as pesquisas que apontam que a Uergs é a 30ª melhor Universidade do país e a 6ª do Estado, de acordo com dados apresentados pelo MEC quando avaliou 230 universidades brasileiras, em 2015. A Uergs também está entre as melhores dos países dos Brics (Brasil, Rússia, Índia e África do Sul), onde ocupa a 151º, a mesma da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Site oficial da Uergs.

Ficou prevista para o dia 13 de setembro uma Audiência Pública, convocada pela Comissão de Educação da Assembleia Legislativa, para tratar do Campus Central e, posteriormente, outra reunião deverá discutir a filantropia.

Reunião UERGS ALRS

Estudantes, professores e funcionários da Capital e do interior participaram da reunião. Foto: Daiane Madruga.

Democracia x Ditadura

Pai e mãe – Resgate de um Passeio no Cais do Porto do Rio Uruguai 17.7.2013. Mês importante para nós! Dia dos Pais – de meu pai: Prof. Ivonie Marques da Silva e Aniversário de minha mãe – D. Iracema Martins da Silva. Amores meus. Amores nossos. Luz brilhante em nosso caminho.

A proposta de filantropia apresentada pelo Governo do Estado do RS estará em discussão durante uma Audiência Pública que ocorrerá no dia 15 de agosto, às 14h, no Plenarinho da Assembleia Legislativa. A Audiência está sendo organizada pela União Estadual dos Estudantes (UEE).

Por uma Uergs forte UEE

Recolhi diversos endereços de sites, onde se pode encontrar textos sobre este tema:

O senso comum:

http://www.significados.com.br/filantropia/

O que é Filantropia:

Filantropia significa humanitarismo, é a atitude de ajudar o próximo, de fazer caridade, seja ela através de donativos, como roupas, comida, dinheiro, etc. É um termo é de origem grega, que significa “amor à humanidade”.

Opinião Discente – São Francisco de Paula:

http://www.sul21.com.br/jornal/em-defesa-da-uergs-nao-a-filantropia-por-rafaela-ivo/

A necessidade de pensar nos e nas estudantes da UERGS é uma obrigação do Governo do Estado, que já tem um histórico de descaso com a única Universidade Estadual que existe no Estado. É muito mais importante buscar maneiras de investir na UERGS, de garantir sua autonomia financeira, e principalmente, de pensar no corpo discente, que são os principais beneficiários (porém, atualmente são os mais prejudicados com o sucateamento da UERGS), e juntamente com professores e funcionários, são os que garantem a existência da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul. É necessário seguir a estratégia de reestruturação da UERGS, adotado no último governo, e não a de abandono. É hora de pensar mais no povo e em suas necessidades, e não nos interesses de quem acha que educação é um produto negociável. E para nós, é hora de fazer a defesa inalienável da educação e do ensino superior público. De fazer a defesa da UERGS. E nós faremos!

Rafaela Ivo é estudante de Gestão Ambiental na UERGS (unidade de São Francisco de Paula), Diretora da Universidade Pública/ UERGS da União Estadual dos Estudantes Livre – UEE/Livre.

Opinião Docente – Novo Hamburgo:

http://juntospelauergsnh.blogspot.com.br/2015/09/filantropia-apenas.html

Muito mais importante do que este aspecto econômico imediato, destaco que um ponto de mudança estatutária requerida para a obtenção da filantropia indica “em caso de extinção, o patrimônio da instituição deve passar para instituições congêneres”. Portanto, na hipótese de uma dificuldade muito grande em que o Governo de plantão resolva economizar e encaminhar a extinção da Uergs, seu patrimônio construído com o orçamento público passa para suas congêneres, por exemplo, as universidades comunitárias. Além disso, na hipótese de prosperar a fusão jurídica de outras instituições do estado com a Uergs, haveria uma transferência “por tabela” de outros patrimônios públicos… sem dúvida, seria uma limpeza institucional do estado e tanto, ao agrado dos defensores do estado mínimo, bem pequeninho, quase insignificante.

Prof. Dr. Marcelo Christoff é docente da Uergs no Campus Regional I;

Opinião UEE – 

https://ueelivrecomunica.wordpress.com/2016/01/04/a-cada-governo-e-uma-nova-historia-por-vivian-sales/

Assim, o objetivo do governo é claro: Se não concordarmos com a filantropia, o governo irá cortar gastos e precarizar ainda mais a instituição. Até hoje as instituições filantrópicas são privadas, não existe instituição filantrópica publica, os estudantes e professores terão que custear todas e quaisquer atividades. Os estudantes estão exaustos de esperar o que é seu por direito, sofremos diariamente com cortes abusivos, não recebem bolsas estudantis desde o inicio do atual governo estadual.

Somos contra o retrocesso, contra o sucateamento da UERGS, contra  as inúmeras mentiras que o governador e seus secretários nos empurram sem ouvir a nossa voz. Nós temos direito ao respeito, pois também lutamos pelo desenvolvimento do Rio Grande do Sul. A nossa posição é NÃO A FILANTROPIA, queremos uma UERGS para o povo, de maneira gratuita, democrática e transparente.

Vivian Sales, Diretora de Universidades Públicas da UEE Livre, é estudante de Administração Rural na UERGS.

Opinião da Comunidade- Cachoeira do Sul.

Como a discussão sobre a Filantropia na Uergs já estende, recuperei este vídeo que convida para uma reunião na Câmara dos Vereadores de Cachoeira do Sul, ainda em 2015. A data é passada, mas a opinião do Vereador é atual e firme na defesa da Uergs.

Compareça!

Audiência Pública UERGS: Não À Filantropia.

Agora é oficial. Fui aprovada no processo seletivo do PROGRAMA DE DOUTORADO EM LETRAS – UCS/UNIRITTER, estou matriculada, já fiz aulinha e tudo mais: Doutorado em Letras, mais especificamente na área de Leitura e Linguagens, na linha de Pesquisa: Leitura e Processos Culturais, sob a orientação: Prof. Dr. João Cláudio Arendt.. “É nóis!”

Coisa mais linda é a UCS.

UCS - Caxias do Sul

UCS – Caxias do Sul

UCS - Caxias do Sul

UCS – Caxias do Sul

UCS – Caxias do Sul

BLOCO L – DE LETRAS!!!!

Ontem – 1/8/2016 – foi o dia de começar a terminar o ano! Parabéns às profas. Vânia Mello, Jaciane Costa e ao Carav Uergs pela recepção aos calouros da Adminstração em Sistemas e Serviços de Saúde!! Registrei alguns momentos deste trabalho, participei e – acabei registrando outros momentos com as outras turmas: ADM Gestão Pública, Engenharia Em Energia Uergs DA Engenharia BioBio e Letras.

Uergs Campus Central 2016.2 Uergs Campus Central 2016.3 Uergs Campus Central 2016Mais de !0 anos vestindo a camiseta da UERGS

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 51 outros seguidores