Ana Carolina Martins da Silva. Educadora. Ambientalista. Poetisa. Bonequeira.

Sylvio Nogueira, Estrela de luz!

Ana Carolina Martins da Silva

Texto Publicado no site do PT/POA

“Nesse mundo de ilusão

Transformar o sonho em realidade

E sonhar com a mocidade

E sonhar com o pé no chão

Estrela de luz

Que me conduz

Estrela que me faz sonhar.”

Samba Enredo – Mocidade 1992.

Como sequência da comemoração de seu aniversário, o PT, na quarta-feira, (15/2/2012), através do deputado Raul Pont, presidente do PT/RS, ocupou o período do Grande Expediente para homenagear os 32 anos do Partido dos Trabalhadores, aniversário ocorrido no último dia 10/2. Além de ressaltar o caráter pioneiro e inovador do PT, Raul Pont capitaneou a homenagem a  três pessoas em nome do Partido: América Alves e Sylvio Nogueira, fundadores do PT, e João Manoel Idiart, jovem filiado.

Ao parabenizar a todos os homenageados, peço licença para falar sobre um deles, em especial. Sylvio Nogueira. “Estrela de Luz/Que me conduz/Estrela que me faz brilhar” dizia o samba enredo da Mocidade Independente, Escola de Samba do Rio de Janeiro. Como estamos entrando em tempos de carnaval, recorri a essa obra imortal para falar sobre o Sylvio. Eu gostaria de poder dizer que fomos contemporâneos no PT, ou que eu o acompanhei nos tempos difíceis da ditadura militar. Gostaria de dizer que nossa amizade data de anos e mais anos, mas não posso. Não tive esse privilégio. Eu comecei a conviver com ele a partir de 2009, quando cheguei em Porto Alegre e me integrei à militância ecológica local. Lá estava aquele senhor. Silencioso. Ouvinte. Compenetrado. Um, entre tantos outros companheiros. Porém, quando pedia a palavra, era como se houvesse um apagamento rápido de luzes, um corisco cortando o ar, um ressoar de patas de cavalos no meio do mato, um pio esquisito de pássaro. O silêncio mudava de casa e ficávamos vendo aquela transformação. Aquela lucidez, aquela clareza estarrecedora emitida assim, com tal paixão, que o ar sumia completamente do ambiente. Para que respirar? Ali estava Sylvio militando. Como eu gostaria de dizer que atravessei tempos de PT antigo com ele, que participamos das mesmas plenárias, que fomos nos mesmos encontros… Esse tempo eu não tive com ele, mas tenho o tempo de agora. Agora, porque o Sylvio não é um militante que se aposenta. Ele está na militância agora: no Movimento em Defesa da Orla do Guaíba, no Movimento pelas Ciclovias em Porto Alegre, no Movimento em Defesa do Morro Santa Teresa, no Movimento dos Movimentos Pró-UERGS, no Mogdema: Movimento Gaúcho de Defesa do Meio Ambiente, no Comitê Gaúcho de Defesa das florestas. Como vou sentir saudades de um tempo de luta que não vivi com o Sylvio se tenho esse tempo de agora?

Esse raio de luz que nos conduz, essa estrela que nos faz brilhar!

Hoje à tarde, eu ouvi apenas um pedacinho de sua entrevista a TV Assembléia. Ouvi apenas quando disse: “Não sou eu quem está sendo homenageado. É toda a militância do PT”. Sim, é isso. Desde que o conheci, foi esse Movimento que o vi fazer: incluir, incluir e chamar “Povo na rua”. Ele me diz: “Revolução tem de ter povo na rua, essa continua sendo a verdade.” Conta histórias de seu tempo passado, histórias que ouço com todo o meu coração e minha aprendizagem. Falta tempo dentro do tempo que eu gostaria de dispensar a ele.  Meus olhos ficam maiores quando estamos juntos, para que eu possa abarcar tanta vitalidade, tanta sabedoria, tanta história. Então, penso, Deus, obrigada por me deixar passar pelo tempo dessa pessoa. Esse é o meu tempo de luta com Sylvio Nogueira, eu posso dizer isso. É o nosso presente. O melhor presente que o PT poderia ganhar em seus trinta e dois anos, a militância contemporânea do Sylvio.

Tirando as partes românticas do samba enredo que, como todo bom samba de carnaval, tem de ter beijos e abraços de amor, alguns de seus versos podem perfeitamente se integrar Às homenagens ao Sylvio: “Deixe a sua mente vagar/Não custa nada sonhar/Viajar nos braços do infinito/Onde tudo é mais bonito”. Sim, Sylvio. Tudo é mais bonito em um mundo onde houver nosso sonho de socialismo realizado. Sem fome, sem opressão, sem tortura, com direitos humanos e não-humanos respeitados. Sim, Sylvio, um mundo melhor é possível, se não alterarmos o Código Florestal, se evitarmos as antenas que servem aos milhares de celulares do mundo. Sim, Sylvio, é preciso uma Universidade forte, é preciso combater o racismo, é preciso preservar a liberdade e é preciso respeitar as orientações sexuais das mais diversas.

“Nesse mundo de ilusão/Transformar o sonho em realidade/E sonhar com a mocidade/E sonhar com o pé no chão”. Sim, Sylvio. Fim ao capitalismo. Sim à Declaração da Assembléia dos Movimentos Sociais do FST/2012: “Luta contra as transacionais; Luta pela justiça climática e pela soberania alimentar; Luta para banir a violência contra a mulher; Luta pela paz e contra a guerra, o colonialismo, as ocupações e a militarização de nossos territórios.

Sylvio, como poderemos responder a tudo o que tu sabes e que nos representa? Como ser uma parte de ti, quando dizes que fomos todos homenageados? Como poderemos responder a tua repetida pergunta: “E daí, o que fazer?” Pergunta antiga, com autor. Pergunta permanente. Resposta permanente: “Povo na rua”, tu nos dizes. Sim, Sylvio Nogueira, sim, estrela de ouro do nosso PT.

Foto de Cesar Cardia: Sylvio Nogueira e a bandeira do Movimento em Defesa da Orla do Guaíba.

Anúncios

Comentários em: "Sylvio Nogueira: estrela de luz" (4)

  1. É sempre um prazer escutar a palavra do Sylvio nas reuniões do Forum da Região Um de Planejamento urbano e ambiental – RP1.

    Sylvio é Delegado Regional eleito e titulado para mais esta gestão!

    Arq Ibirá Lucas
    Suplente a Conselheiro da RP1
    Gestão 2012/2013.

  2. […] Nogueira está de aniversário hoje. Comemora com sua família, entretanto, para nós que somos seus companheiros de luta, essa data vale ainda mais do que o aniversário de um familiar. Vale como uma revalidação de […]

  3. […] estive na Marcha por algum tempo, acompanhando o ativista social Sylvio Nogueira. Seguem algumas […]

  4. […] platéia, o mundo, Tainara Guedes Tassinari e Jéssica Rodrigues, duas acadêmicas da UERGS, eu, Sylvio Nogueira e uma das ativistas sociais participantes do […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: