Ana Carolina Martins da Silva. Educadora. Ambientalista. Poetisa. Ativista Social. Bonequeira.

POR DAIANE MADRUGA

Uma reunião de trabalho da Frente Parlamentar em Defesa da Uergs reuniu gestores, estudantes, professores e funcionários da Uergs no Plenarinho da Assembleia Legislativa na tarde desta segunda-feira (15). Entre os temas trazidos à discussão estavam a luta pelo fortalecimento da Uergs, as bolsas do Programa de Auxílio à Permanência Discente (Prodiscência), necessidades de infraestrutura e de mais professores e funcionários. Outras duas reuniões serão realizadas para discutirem exclusivamente sobre a filantropia e o Campus Central.

A Frente Parlamentar em Defesa da Uergs foi criada em abril de 2015 pelo deputado Juliano Roso (PCdoB), que presidiu a reunião de trabalho. Também ocuparam o plenário e tiveram direito à fala representantes dos professores, funcionários, estudantes, membros da União Estadual dos Estudantes (UEE) e da União Nacional do Estudantes (UNE), além da reitora da Uergs em exercício, Eliane Kolchinski, e do ex-reitor Nelson Boeira, que participou como representante do Governo do Estado.

Eliane apresentou alguns dados sobre o desempenho da Universidade e sobre o seu papel como promotora do desenvolvimento das regiões onde está inserida. Falou sobre a reserva de 10% vagas para pessoas com deficiência e de 50% para pessoas economicamente hipossuficientes, o que inclui a cota para negros e índios.

De acordo com a reitora em exercício, atualmente a Uergs conta com aproximadamente cinco mil alunos, 260 professores e 190 técnicos administrativos. “Este número é insuficiente para atender as demandas de Ensino, Pesquisa e Extensão”, afirmou, lembrando que a Universidade precisa ter autonomia para repor automaticamente os professores e técnicos administrativos que saem da instituição. Atualmente a Uergs necessita de autorização do Governo do Estado para repor essas vagas.

Eliane também citou as pesquisas que apontam que a Uergs é a 30ª melhor Universidade do país e a 6ª do Estado, de acordo com dados apresentados pelo MEC quando avaliou 230 universidades brasileiras, em 2015. A Uergs também está entre as melhores dos países dos Brics (Brasil, Rússia, Índia e África do Sul), onde ocupa a 151º, a mesma da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Site oficial da Uergs.

Ficou prevista para o dia 13 de setembro uma Audiência Pública, convocada pela Comissão de Educação da Assembleia Legislativa, para tratar do Campus Central e, posteriormente, outra reunião deverá discutir a filantropia.

Reunião UERGS ALRS

Estudantes, professores e funcionários da Capital e do interior participaram da reunião. Foto: Daiane Madruga.

Anúncios

Comentários em: "Comunidade da Uergs expõe demandas em reunião da Frente Parlamentar em Defesa da Universidade" (1)

  1. Sem dúvida alguma, uma instituição que formou muitos profissionais que hoje atuam nas mais diversas áreas. Contribuindo para a região e ambiente a qual fazem parte. Que se fortaleça e possibilite continuar fazendo a diferença na sociedade estudantil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: