Ana Carolina Martins da Silva. Educadora. Ambientalista. Poetisa. Ativista Social. Bonequeira.

Arquivo para a categoria ‘Empoderamento feminino’

Agradecimentos e desejos de boas festas

Prezados colegas e alunos da Uergs, comunidade universitária em geral, olá!

Encerrei agora as minhas 08 disciplinas do semestre 2017 II, (ainda faltando a da Pós-Graduação – que será fechada em breve); Também, recebi a confirmação de minhas aprovações nas disciplinas que cursei durante esse ano – no Doutorado em Letras (UCS/UniRitter) – 2 no Sem I e 3 no Sem II (foram 4 conceitos “A” e uma está para fechar em meados de Janeiro);

Turma do Doutorado (Ucs/UniRitter) e Mestrado em Letras com profa. Maria Alzira Leite

Também, orientei trabalhos no VII SIEPEX e fui banca. Organizei evento em Osório e participei da I Semana de Letras/ADM com posteres com meus alunos de Letras. Tive a honra de participar da I Semana Acadêmica da Automação e da Engenharia com oficina. Fui Banca de TCCs de ADM e de Pedagogia, participei de passeatas;

BANCAS DE TCCS – ADMINISTRAÇÃO – UERGS / POA

Banca de Naima Porto: 

Os Marcos-legais da Inclusão da Pessoa com Deficiência no Brasil: Um resgate histórico da inclusão no contexto brasileiro. Administração (Gestão Pública). Com Prof. Celmar Oliveira e profa. Magali Menti.
Banca de Sabrina Aguirre: A candidatura de mulheres para os cargos legislativos no Rio Grande do Sul. Administração (Gestão Pública). com Profa. Caroline Duschitz  e profa. Magali Menti.
BANCAS DE TCCS – PEDAGOGIA – UERGS -LITORAL NORTE – OSÓRIO:
Banca de Eliseu Zebmbruzki Batista: “Osentido do corpo – identidade e cultura: por uma abordagem de educação interdisciplinar e transdisciplinar. ” Pedagogia – 13.12.2017;
Banca de Ronaldo Rodrigues Krumberg: “Processos criativos, criatividadee expressão na arte: um estudo de caso numa escola de educação infantil no Litoral Norte/RS – Pedagogia – 13.12.2017 – De presente – o livro de Ana Maria De Cesaro;
Banca deAugusto Dutra, discutindo a questão de Gênero dos professores e professoras na Educação Infantil. Valter Freitas, profa. Valquíra Parode e profa. Maria Cristina (IF-Osório) — emUergs Unidade Litoral Norte- Osório.
Ainda, estou atuando no Movimento Ecológico Gaúcho novamente, com mais responsabilidade agora. Em paralelo, resolvi muitas questões da família, de afetos e financeiras. Foi um ano repleto de ações de muitas responsabilidades (e que ainda não acabou), além de “otras cositas más”, que estão no meu blog.

Ana mãe, Ana e Ane De Cesaro

Nada que seja novidade para vocês, que passaram por situações talvez análogas às minhas e, quem sabe, de maior responsabilidade, ou apreensão.
Porém, somos todos um pouco egoístas. Nosso problema é sempre maior do que os dos outros, assim como nossa vitória. Faz parte de nossa incompletude humana. Por isso, em alguns momentos, cheguei a me esquecer como se fazia para rir – ou chorar. Muitas vezes pensei – se eu chorasse – talvez passasse essa dor, mas o choro não vinha, porque o cansaço era tanto – que não havia forças para chorar.
Os tempos que se avizinham não serão fáceis. Devem estar acompanhando o que aconteceu na UniRitter (assim como na PUC, em julho, e. na Estácio, um pouquinho atrás). Fomos todos surpreendidos com o afã do capital em potencializar seu ganho e minimizar suas perdas. No entremeio desse processo, muitas vidas envolvidas, de docentes e de discentes e – mais – de uma área inteira, como a de Letras, afetadas diretamente. Os dados ainda estão rolando por lá, graças aos nossos companheiros do SINPRO, mas o futuro é incerto. Estou acompanhando a situação do Meio Ambiente e dos direitos humanos, nada parece mais estável e as leis, pelas quais tanto lutamos, estão se diluindo no ar.
Eu aprendi, que, quando se tem coisas fáceis e difíceis para se fazer, deve-se começar pelas difíceis. As fáceis ficam para os tempos mais doces. É nesse sentido, que quero agradecer a presença de todos vocês em minha vida nesse ano. Cada um, com o seu jeito de ser, me levou a resolver primeiro as coisas mais difíceis, estando junto na hora das coisas fáceis também. O que dizer sobre isso? Muito obrigada.
Estarei, em 2018, em um ano sabático. Jamais esquecerei o apoio que tive de todos e de todas! Voltarei fortalecida e com o a responsabilidade de devolver à Uergs, todo o apoio que me deu.
Um feliz Natal para todos e todas. Um ano novo repleto de saúde, paz e bençãos!
Bjs

Papai Noel do Shopping da Rua da Praia

Anúncios

Receita de Tortinha de Amendoim sem glúten

Receita muito fácil de Tortinha de Amendoim sem Glúten e um papo bem descontraído com a Ana De Cesaro! PARA DICAS, RENDIMENTO E SUBSTITUIÇÕES ACESSE: http://receitasdeminuto.com/tortinha-…

:::: Conheça o canal da Ana: https://www.youtube.com/user/anadecesaro

Publicado em 29 de fev de 2016 por Gisele Souza.

 

 

Ano novo, novo desafio: Coordenação da APEDeMA/RS.

Coordenação da APEDeMA-RS

Clique aqui para saber mais.

14/7 – Dia mundial da Liberdade

Que viva sempre!

Zeca Baleiro – um poeta que me representa.

 

28/6 – Dia do Orgulho Gay

‘Significado do Protesto Negro’, de Florestan Fernandes, lançamento em SP

A Fundação Perseu Abramo (FPA) e a Editora Expressão Popular realizam o debate de lançamento do livro “Significado do Protesto Negro”, de Florestan Fernandes. A atividade acontece no dia 26 de junho, às 18h30, na Livraria Expressão Popular – Rua Abolição, 201, Bela Vista, São Paulo (capital).

Participam do debate Flávio Jorge Rodrigues da Silva, membro do Conselho Curador da FPA e da Coordenação Nacional de Entidades Negras (Conen), e co-fundador da Soweto – Organização Negra; o jornalista Florestan Fernandes Jr.; Maria José Menezes, do Núcleo de Consciência Negra da USP; e Weber Lopes, doutorando na Universidade Federal do ABC (UFABC).

Florestan Fernandes vive!