Ana Carolina Martins da Silva. Educadora. Ambientalista. Poetisa. Bonequeira.

Arquivo para a categoria ‘Família’

Instituto Curicaca comenta a MP da Liberdade Econômica – Confira.

MP da Liberdade Econômica, que está tramitando batido na Câmara dos Deputados, estabelece o licenciamento ambiental automático por decurso de prazo, ou seja, se o órgão licenciador não se manifestar em um determinado tempo, bummmm, tá licenciado.

É interessante saber que, muitas vezes, a demora no processo se deve a um serviço de baixíssima qualidade prestado pelas empresas de consultoria – falta de informações, documentos, etc. E que o desmantelamento dos órgãos de licenciamento com poucos técnicos, baixa disponibilidade de veículos, combustível e diárias para vistorias de campo, aumenta ainda mais o conveniente argumento pela celeridade. Instituto Curicaca.  (Em 14.08.2019).

Clique aqui e saiba mais.

O texto-base na da medida provisória da Liberdade Econômica, aprovado na noite desta terça-feira (13) no plenário da Câmara, cria um tipo de autorização para funcionamento de empreendimentos que pode, na prática, servir como uma modalidade de licença ambiental automática. A avaliação é do deputado Rodrigo Agostinho (PSB-SP), presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara. (  

Clique aqui para saber ainda mais.

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta terça-feira (13) o texto-base da MP da Liberdade Econômica. Apelidada de minirreforma trabalhista pela oposição, a medida provisória foi aprovada por 345 votos a 76 com uma abstenção, após perder pontos polêmicos como a anistia das multas da tabela de frete e o fim das regras trabalhistas para quem ganha mais de 30 salários mínimos. O trecho mais questionado pelos deputados, que é a liberação dos trabalhos aos domingos e feriados, contudo, foi mantido. Essa e outro tema deve ser debatido nos destaques, que serão votados nesta quarta-feira (14). Veja abaixo como os deputados votaram.

O texto-base da medida provisória, que agora precisa ser aprovada pelo Senado até o próximo dia 27 para não caducar, foi votado nesta terça graças a um acordo costurado entre os deputados e o governo. Depois de criticar os excessos da medida provisória, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) pediu que o relator tirasse alguns pontos que não constavam no projeto inicial do governo e concordou com o pedido da oposição de fazer votação nominal em todos os destaques que foram apresentados ao texto. (  

Clique no nome do Chargista e conheça mais sobre ele:  Genin.

Imagem

Graças a Deus!

Contribua com a Vakiquinha dos doutores mais santinhos e palhaços de Erechim/RS!!

Repasso recado de meu amigo – santinho e palhaço – Franco Vasconcellos:

Franco Vasconcellos – Doutor em amor e graça!

Boa tarde
Como sabem, sou um palhaço, casado com uma palhaça. Nosso trabalho ganhou uma dimensão que não imaginávamos.

O grupo, no Estado, foi convidado para formar nova turma na cidade de Maputo, Moçambique.

Eu e a Carla recebemos convite para irmos.

Todo o trabalho ocorre de forma voluntária – ninguém tem dinheiro pra nada, nunca.

Começamos, hoje, uma vaquinha virtual. Se algum de vocês puder colaborar ou divulgar, agradecemos.

Não é uma graça? Eu já contribuí – agora – vamos lá – você é o próximo ou a próxima. Clique aqui!

e PARA CONHECER ESSA PALHAÇADA AMOROSA – CLIQUE AQUI!!

Feliz Domingo – Dia do Senhor.

Abençoa, Senhor, as famílias, Amém – e a minha também! Todas as famílias!

Ação entre amigos/Uergs em Erechim – Dia das Mães 2019

Efetuado o Sorteio da Ação entre amigos –  acadêmicos da Uergs em Erechim/RS: Dia das Mães – Maio/2019.

Vencedores: 1º PRÊMIO – Cesta: Elisandra Volan – São Valentim; 2º PRÊMIO – Cesta – Paulo Cavassola – Erechim/RS; 3º PRÊMIO – Orquídea: Wilson Thiago Souza – Erechim/RS.

Parabéns! Confiram o vídeo!

 

Feliz Dia das Mães – mães do mundo (e minha)

Clipe oficial de “Mãe” do Emicida. Uma História de Dona Jacira

SINPRO/RS e os esclarecimentos sobre a Reforma da Previdência!

Diz o SINPRO/RS:

A proposta de reforma da Previdência (PEC 6/2019), enviada pelo governo (…) à Câmara dos Deputados no dia 20 de fevereiro, já está em trâmite na Câmara. O texto composto por oito capítulos e 47 artigos altera as regras para trabalhadores do setor privado e para servidores públicos, com exceção dos militares, e prevê regras de transição para os atuais contribuintes.

A PEC 6/2019 acaba com aposentadoria especial das professoras da educação básica, prevê idade mínima de 60 anos e tempo de contribuição de 30 anos. Para ter benefício integral, elas terão de contribuir 40 anos. Se for aprovada pelo Congresso Nacional, as professoras terão de trabalhar pelo menos mais dez anos, contribuir mais cinco anos e ter, no mínimo, 60 anos para ter direito a 80% do benefício previdenciário.

O SInpro/RS abriu um espaço/ferramenta para os docentes fazerem uma espécie de simulação da sua aposentadoria na regra atual e na proposta da PEC 06/2019. Clique aqui e saiba mais.