Ana Carolina Martins da Silva. Educadora. Ambientalista. Poetisa. Bonequeira.

Posts marcados ‘educação ambiental’

Gestão Pública das Águas – Debate permanente – com prof. Celmar de Oliveira (Uergs)

Fundamental para todos os habitantes do planetinha azul, o conhecimento sobre o uso comum da água não chega a ir além de quem quer protegê-la, ou de quem quer usá-la economicamente. Mais do que necessário está socializar epopularizar os conhecimentos técnicos de Direito e de Uso Comum da Água, como está posto nesse Programa de Entrevistas da TVE RS (Publicado em 25 de mar de 2019) – Frente a Frente – cujo entrevistado é o professor da Uergs/POA, Prof. Dr. Celmar de Oliveira, líder do Grupo de Pesquisa Políticas, Gestão Pública e Desenvolvimento. Temas como: licenciamento ambiental, comitês, mineração, resíduos sólidos, consumo exagerado de carne, poluição, Aquífero Guarani – todos linkados ao uso da água e sua relação com a legislação.

Vale a pena conferir.

Esse tipo de estudo se torna cada vez mais importante, pois estamos vivenciando um período muito intenso de alteração nas legislações protetivas da natureza e – por  extensão – à vida como um todo. O Instituto Curicaca – (1065, Rua Dona Eugênia – Porto Alegre, Rio Grande do Sul) – ONG gaúcha, ligada à APEDEMA/RS, sem fins lucrativos, que desde 1997 desenvolve ações integrando as áreas ambiental, social, educacional, cultural e científica, fez uma publicação (dia 12/04/2019) que demonstra a gravidade desse momento:

Ontem, dia 11 de abril, a Presidência da República extinguiu a partir de 28 de junho todos os colegiados da administração pública federal. Com o Decreto Nº 9.959 (leia na íntegra https://bit.ly/2IfeomK) abrangeu os colegiados criados por decreto, incluídos aqueles mencionados em leis nas quais não conste a indicação de suas competências ou dos membros que o compõem, por ato normativo inferior e por ato de outro colegiado.

O ato buscou atingir tudo, tudo mesmo, virando de ponta cabeça a gestão colegiada em nível federal. Excepcionalizou para as diretorias colegiadas de autarquias e fundações, as comissões de sindicância e de processo disciplinar e as comissões de licitação, bem como aqueles previstos no regimento interno ou no estatuto de instituição federal de ensino e os criados ou alterados por ato publicado a partir de 1º de janeiro de 2019.

Entenda o tamanho do rolo e a dimensão do abuso autoritário com exemplos da área de meio ambiente. Em julho desse ano deixam de existir os Comitês de Bacia Hidrográfica Federais, os Conselhos de Unidades de Conservação Federais, os Grupos Técnicos Assessores dos Planos de Ação Nacional, a Comissão Brasileira do Programa o Homem e a Biosfera, dentre muitos, e o Conselho Nacional de Meio Ambiente de forma indireta, já que sua composição deixou de estar na Lei e passou a ser por decreto. (Instituto Curicaca via facebook).

Esse tipo de ação reforça a responsabilidade desse blog com a Educação Ambiental e com o esclarecimento da população. (Ana Carolina M.Silva).

 

35 anos do Centro de Estudos Ambientais – CEA – por uma nova ordem social ecológica!

Vídeo novo! Homenagem aos 35 anos do CEA, que maravilha de trabalho. Muita emoção ler, ver e ouvir essa história.

Resgate histórico das ações do Centro de Estudos Ambientais – CEA (a primeira Organização Não Governamental ecológica do sul do Rio Grande do Sul), legalmente instituída em 18 de julho de 1983, em Rio Grande/RS, e que, no início dos anos 90,  estabeleceu um escritório regional em Pelotas/RS. São 35 anos de luta por uma nova ordem social ecológica.

Clique aqui e conheça o blog do CEA.

CRÉDITOS

Imagens de Antônio Soler e seleção de Fotos Históricas do CEA: por Antônio Soler.

Membro da ONG CEA – Centro de Estudos Ambientais – Pelotas  e Rio Grande/RS – filiada à APEDEMA/RS. – Pesquisador CAPES/FURG.

Narração e Edição de Vídeo:  Ana Carolina Martins da Silva – membro das ONGs – GESP e

ASPAN/APEDEMA-RS – Grupo Ecológico Sentinela dos Pampas – Passo Fundo/RS, Associação Samborjense de Proteção ao Ambiente Natural -São  Borja/RS. – Docente da UERGS

Fonte dos Textos das Legendas: Dados históricos disponibilizados no blog do CEA/RS.

Trilha Sonora: Walking in Line – Freedom Trail Studio –  Mídia Livre

Biblioteca de Audio do Youtube – Porto Alegre/RS – Brasil –

Agradecimentos:

Ao coletivo do CEA por 35 anos de História; A Leon Sanguine- Jornalista do Diário Popular – Pelotas/RS.

28.09.2018

 

Darci Bergmann – o homem das 300 mil mudas de árvores – confiram

No aniversário de 47 anos da Agapan, 27.04.2018, os homenageados foram Darci Bergmann (Agapan/Aspan) e Ana Valls (Agapan). Gravei o Depoimento de Darci Bergmann  em Porto Alegre no dia 28.04.2018. Temas abordados: história de vida, arborização urbana, educação ambiental, contaminação ambiental via aviação agrícola, dentre outros sócio ecológicos. Os fragmentos de textos técnicos e históricos da ASPAN/RS foram retirados dos blogs: http://darcibergmann.blogspot.com.br/ e https://aspanrs.blogspot.com.br/ CREDITOS Imagens em movimento e Edição: ACMS Fotos Históricas: Darci Bergmann e web Trilha sonora: Biblioteca de Audio Virtual do youtube – mídia livre: Temptation de Chris Haugen Homenagem da ASPAN-SÃO BORJA a seu fundador e mais ilustre associado. Porto Alegre – 2018

Clique aqui para ver outros vídeos sobre esse tema.

Manifestação dos Funcionários da Fundação Zoobotânica do RS sobre sua (im)possível extinção!

Prezados,

Nos próximos dias, o Governo do Estado do Rio Grande do Sul enviará à Assembleia Legislativa projeto de lei que, se aprovado, irá decretar a extinção da Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul – FZB e a demissão de todos os seus funcionários.

Desde 1972, a FZB vem prestando relevantes serviços à sociedade por meio de seus três órgãos: o Museu de Ciências Naturais, o Jardim Botânico e o Parque Zoológico. Os projetos e iniciativas da FZB, frequentemente realizadas em cooperação com organizações do Brasil e exterior, buscam aliar a conservação da natureza com o desenvolvimento social, para que atividades econômicas possam ser realizadas com menor impacto ambiental. Alguns exemplos são zoneamentos e diagnósticos ambientais, protocolos e manuais de boas práticas de produção agropecuária, projetos de uso sustentável de recursos da biodiversidade e planos de manejo de áreas protegidas. A FZB também coordena a elaboração das listas da fauna e da flora em extinção no Rio Grande do Sul e propõe medidas para a sua conservação.

Além disso, a FZB mantém espaços públicos de lazer e cultura acessíveis à população; promove ações de educação ambiental voltadas a escolas públicas e à comunidade em geral; executa atividades museológicas e organiza exposições fixas e itinerantes; atua na formação de recursos humanos, orientando estudantes em projetos de pesquisa; oferece aperfeiçoamento a professores de ensino fundamental e médio; proporciona treinamento em identificação e manuseio de fauna; mantém coleções científicas de referência sobre a biodiversidade do Estado e publica periódicos científicos de impacto internacional e diversas obras de divulgação.

Entre as pesquisas desenvolvidas pela FZB estão a descrição de novas espécies de plantas e animais, a realização de inventários biológicos, o manejo de animais peçonhentos visando à produção de soro antiofídico, o biomonitoramento da qualidade do ar, a recuperação de ambientes degradados, o impacto de estradas sobre a fauna, a proliferação de algas tóxicas, o efeito de espécies parasitas e exóticas invasoras, a fauna fóssil e muitos outros.

As atividades realizadas e os serviços prestados pela FZB garantem que o Estado tenha autonomia técnica e científica para formular políticas públicas de meio ambiente e desenvolvimento sustentável, assegurando que a gestão do patrimônio natural fique sob o controle da sociedade por meio de órgãos públicos idôneos e isentos.

Pedimos o seu apoio para que a FZB continue existindo e atuando na defesa do meio ambiente!

O seu apoio é fundamental para continuarmos conhecendo, conservando e divulgando o nosso patrimônio natural.

Manifesto contra a extinção da Fundação Zoobotânica do RS